Sizão Machado 27 de março de 2018 – Posted in: Autores, Autores1

MÚSICO CONTRABAIXISTA, COMPOSITOR E ARRANJADOR, Criador de uma linguagem musical única, que vai muito além do universo de seu instrumento, o contrabaixista Sizão Machado é reconhecido nacional e internacionalmente, por suas atuações ao lado de Chet Baker, Herbie Mann, Elis Regina, Cesar Camargo Mariano, Jim Hall, Chico Buarque, Dori Caymmi, Djavan, Milton Nascimento, Dionne Warwick, Ivan Lins, Joyce, Guilherme Vergueiro, Flora Purim & Airto Moreira, Roberto Menescal, Noite Ilustrada, Jean & Paulo Garfunkel, Família Jobim, Paulo César Pinheiro, Heraldo do Monte, Paul Winter, Hendrick Merkins e muitos outros, imprimindo sempre sua marca por onde toca.
A concepção, a rítmica, as harmonizações “violonísticas” transpostas para o contrabaixo, aliadas a um extremo bom gosto e sofisticação, fazem com que seu estilo inconfundível seja reconhecido em qualquer gênero musical. Isso é um privilégio de poucos e bons instrumentistas.
Em seu primeiro cd-solo, Quinto Elemento, lançado em 2001, Sizão reuniu composições próprias e músicas selecionadas ao longo de sua eclética carreira. Foi nessa época que conheceuStanats, tema inédito do maestro Moacir Santos, que em 1990, em Los Angeles, mostrou ao então aluno e admirador Sizão Machado a música recém-criada. Na época gravaram juntos uma fita-cassete trazida ao Brasil. A composição ganhou arranjo de Nailor Proveta e, posteriormente, de Sizão Machado e foi gravada pela primeira vez no cd do contrabaixista que ganhou apresentação do grande mestre.
Além de sua atuação pelos palcos do mundo, Sizão participou da gravação de mais de uma centena de discos com os mais variados artistas, nacionais e internacionais. Em junho de 2007 gravou o cd Worlds Together, também lançado no Brasil, com os saxofonistas Jerry Bergonzi e Billy Pierce, o baterista Bob Kaufman e o guitarrista Lupa Santiago, com quem fez shows em Boston, nos EUA.
Participou do Festival de Spoletto, em Charleston, na Carolina do Sul e gravou o trabalho de Paul Winter, o cd Crestone, ganhador do Grammy de melhor álbum, categoria New Age de 2008. Com o saxofonista realizou shows no Clearwater Festival e um concerto na Catedral de Saint John The Devine, em Nova York.
Em 2008 participou das gravações dos cds do Regra de Três – ao lado de Lupa Santiago e Bob Wyatt –, do Lumina – com Fábio Fernandes e Johny Murata –, do trabalho do violonista Alessandro Penezzi, dos shows de lançamento do cd do pianista cubano Yaniel Matos, do sambista Wilson das Neves e do renomado guitarrista Heraldo do Monte.
Em 2010 lançou pela editora Souza Lima, seu livro de cunho didático, Contrabaixo Brasileiro, trazendo transcrições de linha de contrabaixo executadas por Sizão Machado, com comentários esclarecedores sobre o conteúdo. O livro já está em sua segunda edição.
Nos últimos anos Sizão participou das apresentações e gravações de Cesar Camargo Mariano, Dori Caymmi, Jards Macalé, Hélio Delmiro, Heraldo do Monte, Walmir Gil, François Lima, Sandro Haick, Alessandro Penezzi, Wilson das Neves, Renato Braz, dos grupos Regra de Três e Lumina.
Em 2014 Sizão Machado lançou o cd Bênção, um belíssimo tributo ao Maestro Moacir Santos, gravando suas músicas e composições inéditas de grandes instrumentistas como Nailor Proveta, Maurício Carrilho, Paulo Flores, Nenê e canções próprias. Todas concebidas em homenagem ou sob forte influência da obra do Maestro.


Vídeo: 



Site: http://www.sizaomachado.com.br/